Mano a Mano: De 3 em 3, a conta que Rui fez

por nov 13, 2017Fora das quatro linhas

Miguel Tavares

Diz a sabedoria popular que há uma primeira vez para tudo. Esta semana comprovou-se isso mesmo e, pela primeira vez na história deste desafio, o Rui Costa conseguiu acertar um palpite. Tendo em conta o seu passado recente, creio que o bitaite que lhe deu a vitória na semana foi dado por algum amigo que realmente domine a NBA. Ou pelo pai. Ou pela namorada. Ou pela senhora que limpa as escadas do prédio. Ainda assim, Rui, o lance-livre do Ricky Rubio nem merece comentários de tão mau que foi. Tão mau que nem o Clint Capela ou o DeAndre Jordan ou o Markelle Fultz conseguiriam fazer pior. Vamos lá aos palpites desta semana, onde espero que a normalidade seja resposta e que os teus tiros sejam todos na água.

LANCE LIVRE: Bulls atropelados em OKC
E, mais uma vez, estou de volta ao lance-livre com os meus queridos Chicago Bulls. A equipa que aprendi a seguir e adorar na década de 90 (com interrupção apenas para dar primazia aos Supersonics de Payton e Kemp) está a viver novo período negro da sua história e quando visitarem Oklahoma City Thunder e o seu trio de Westbrook, George e Anthony, certamente que será para receber um belo capaz. Acredito cegamente numa derrota dos Bulls por mais de 18 pontos na visita aos Thunder.

DUPLO: Jazz não ganham um jogo
A vida em Salt Lake City não tem estado fácil. Depois de no Verão terem visto partir Gordon Hayward e George Hill, os Jazz tentaram ajustar a equipa para se manterem competitivos na super Conferência Oeste. Mas com Rubio, Mitchell, Hood e Favors em modo intermitente e com a lesão de Rudy Gobert (fora de competição entre 4 a 6 semanas), tudo parece ficar ainda mais complicado para que o Jazz saia melodioso. Semana com 4 jogos, que acredito se tornarão em 4 derrotas: recebem os Wolves e depois viajam pelo Este, tendo confrontos marcados com New York Knicks, Brooklyn Nets e Orlando Magic.

TRIPLO: Celtics vão bater os Warriors
Esta semana teremos confronto entre a equipa com a actual melhor série de vitórias e a equipa mais dominante da NBA desde que Michael Jordan e Scottie Pippen abandonaram Chicago. Celtics contra Warriors. Ou o confronto entre os grandes favoritos a perderem na Final de Conferência com os Cavs e os grandes favoritos a baterem os Cavs na Final da NBA. Dois dos bases mais eletrizantes e empolgantes da liga. Dois dos melhores treinadores. O jogo promete. E vai dar Celtics. Mesmo sem Hayward, mesmo com Kyrie a jogar em versão Mascarilha, mesmo com o modo besta dominante que os Dubs gostam de impor. Vai dar vitória dos C’s.

 

Rui Costa

Miguelito, meu pequenino, quiseste entrar em despique de triplos, agora amanha-te e lida com o bombardeiro. Já sabes que eu não peço licença para disparar de 3… A aposta na técnica do Cousins foi bem jogado, mas confessa lá. Ainda tiveste que pagar a alguém para ir lá picar o menino. Ele anda tão bem comportadinho…até pareces tu! Em relação ao “Porzingod”, confesso que tiveste azar. Se ele não tivesse falhado um joguinho por dor de cotovelo, era uma boa bet. Mas esta vida não é feita de ses… ou será que é? O Westbrook no clube dos 50 era o quê? Um desafio ao Paul George para mostrar o atirador que há dentro dele? Nem se somasses as duas melhores pontuações do bichinho conseguias que ele tivesse marcado 50 pontos em dois jogos, quanto mais num!

LANCE LIVRE: AD e DC somam 50+20 em vitória
Noutros tempos, quando as Torres Gémeas ainda dominavam os ares de Nova Iorque, houve uma dupla de postes – Tim Duncan e David Robinson – que foi assim apelidada por dominar o pintado e Liga. Nesta nova era de bases e unicórnios, há uma nova dupla pronta a fazer o mesmo: Anthony Davis e DeMarcus Cousins. Num dos jogos desta semana, aqueles que são provavelmente os dois postes mais completos da liga vão somar 50 pontos e 20 ressaltos para que os Pelicans somem também eles uma vitória.

DUPLO: Porzingod ilumina o caminho com 30 pontos e duas vitórias
Os Knicks de 2017/18 fazem uma coisa que coisa que não faziam há vários anos: vencer mais jogos do que aqueles que perdem: 7 vitórias e 5 derrotas. Sem Phil Jackson e Carmelo Anthony a atrapalharem a liderança de Porzingis, o deus letão vai continuar a ser a estrela que ilumina os céus da cidade que nunca dorme. Eu assumo a aposta falhada do Miguel e subo-a: Porzingis vai marcar 30 pontos por jogo enquanto a sua equipa vence 2 dos 3 jogos que tem pela frente: recebem Cleveland e Utah, vão a Toronto.

TRIPLO: O Joker dá ares da sua graça com novo triplo-duplo
Esta época, o melhor sérvio da história (ainda é novo, mas daqui a 10 anos voltamos a falar, sim?) conta apenas um triplo-duplo em 13 jogos disputados. Estou confiante que esta semana o menino vai gostar dos desafios que tem pela frente (Blazers, Pelicans e Lakers) e vai aproveitar para nos maravilhar a todos com o seu all-around game. Tomem nota, o Joker não é piada. Vem aí um triplo-duplo!

———-

Resultado da semana: Miguel Tavares 1-3 Rui Costa

Resultado acumulado: Miguel Tavares 8-3 Rui Costa

 

por MIGUEL TAVARES e RUI COSTA

Borracha Laranja

Subscreva a nossa Newsletter